ENGENHEIROS DO DAEE VISTORIAM CÓRREGO DO MINEIRINHO

O prefeito Airton Garcia recebeu na manhã desta terça-feira (1º/12), no Paço Municipal, a visita do chefe de gabinete do Departamento de Águas e Energia Elétrica- DAEE, Wanderley de Abreu Soares Júnior, que a pedido do governador João Doria, esteve na cidade com engenheiros do órgão para vistoriar alguns pontos atingidos pelo temporal da última sexta-feira (27/11), já que serão liberados recursos para três obras que devem ser realizadas de imediato.

O DAEE, órgão gestor dos recursos hídricos do Estado de São Paulo, vistoriou o Córrego do Mineirinho, local onde deve ser realizada a ampliação da seção do Córrego na Rotatória Cristo, custo estimado em R$ 856.350,24; e obras para ampliação da seção da FEPASA à jusante da Rotatória do Cristo, custo estimado em R$ 9.773.980,82. “Essa visita é uma ação do Governo do Estado em virtude das chuvas que ocorreram na última semana. Visitamos alguns pontos prioritários elencados pelo município. Vamos levar ao secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente tudo que foi nos mostrado aqui para dar andamento as obras no Córrego do Mineirinho e da travessia da FEPASA na Rotatória do Cristo. O DAAE vai dar apoio para o município na escolha do melhor projeto para minimizar os problemas das enchentes nessa região”, afirmou Wanderley de Abreu Soares Júnior, chefe de gabinete do DAEE.

Para o prefeito Airton Garcia o importante é que as obras sejam realizadas o mais rápido possível. “O Governo do Estado vai bancar essas obras, agora se será a Prefeitura ou próprio DAEE que vai licitar, isso não altera nada. Como tem um processo determinando que a RUMO faça a obra de ampliação da seção da FEPASA à jusante da Rotatória do Cristo, na verdade tem uma liminar, mas ainda pendente de julgamento, vamos manter a justiça informada e ninguém, nem o Estado e nem a Prefeitura, vai ter prejuízo”, explica o prefeito Airton Garcia.

De acordo com o Procurador Geral do Município, Alexandre Carreira Martins Gonçalves, o município é parte interessada no processo. “Vamos levar a conhecimento do juiz federal o que será feito, se os recursos vão entrar nos cofres do município, por qual rubrica ou se o Estado vai executar diretamente e se a empresa for responsabilizada como poderá ser feito esse ressarcimento. O importante é que a Prefeitura garanta esses recursos”.

O DAEE vai analisar e ajustar os projetos e após a conclusão desta etapa é que será definido se o processo licitatório será aberto diretamente pelo Estado ou se os recursos serão enviados para o município e a licitação realizada pela Prefeitura.

Também acompanharam a visita do chefe de gabinete do DAAE os secretários de Obras Públicas, Reginaldo Peronti, de Serviços Públicos, Mariel Olmo, de Segurança Pública, Samir Gardini, o diretor da Defesa Civil, Pedro Caballero, o chefe de gabinete da Prefeitura, José Pires (Carneirinho) e o vice-prefeito eleito, Edson Ferraz.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta