SÃO CARLOS INICIA NA SEGUNDA-FEIRA A VACINAÇÃO DE PESSOAS COM 18 ANOS OU MAIS COM COMORBIDADES

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio dos Departamentos de Gestão do Cuidado Ambulatorial e de Vigilância em Saúde, começa na próxima segunda-feira (07/06) a vacinação contra a COVID-19 para pessoas de 18 anos ou mais com comorbidades e pessoas com deficiência permanente que recebem Benefício de Prestação Continuada (BPC).

As pessoas com comorbidades e com BPC devem procurar as unidades básicas de saúde (UBS’s) do Cidade Aracy, Azulville, Redenção, Santa Felícia e Vila São José, sempre das 9h às 15h.

A vacinação também continua para outros grupos prioritários em primeira e segunda doses, como idosos com 60 anos ou mais, profissionais de saúde, da educação e do transporte público coletivo (motoristas e cobradores). Estas categorias, mediante apresentação de documento, devem comparecer para serem imunizadas nos postos volantes com sistema drive thru da FESC I e do Estádio Municipal Prof. Luís Augusto de Oliveira “Luisão”, das 9h às 13h.

Para ser imunizado, o munícipe precisa se cadastrar antecipadamente no site www.vacinaja.sp.gov.br e, no dia da vacinação, levar impresso o formulário de vacinação disponível no link http://coronavirus.saocarlos.sp.gov.br/VacinaJa, o relatório médico de comorbidades preenchido pelo médico que trata o paciente (lista  de comorbidades disponível no site http://coronavirus.saocarlos.sp.gov.br/RelatorioComorbidades) e documento com foto e CPF.

A diretora de Gestão do Cuidado Ambulatorial, Denise Braga, ressalta a importância de levar impresso o formulário de vacinação. “Não deixe para preencher na hora, isso atrasa a vacinação, gerando filas e um tempo maior de espera. Também não adianta chegar no local de vacinação e solicitar a vacina de determinado laboratório. As nossas equipes aplicam os imunizantes que recebemos da rede para cada grupo”, alerta a diretora.

As pessoas com deficiência permanente devem levar comprovante atual de recebimento do Benefício de Prestação Continuada (BPC) de assistência social.

Os profissionais de saúde em primeira dose necessitam da carta de aprovação da Vigilância Epidemiológica (apenas para primeira dose) e os profissionais de educação e do transporte público coletivo, a entrega do impresso com o QR Code.

Já as pessoas que forem imunizadas em segunda dose devem apresentar apenas documento com foto e CPF e a carteira de vacinação.

De acordo com Crislaine Mestre, diretora de Vigilância em Saúde, a Comissão de Intergestores Bipartite do Estado de SP (CIB/SP) aprovou a antecipação da vacinação do público de 18 anos com comorbidades e de pessoas com deficiência que recebem o BPC com vistas a otimização da utilização dos imunizantes que reservaram para esse público, cerca de 1,1 milhão de doses para todo o Estado. “A CIB calculou o público de acordo com os números da campanha da gripe de 2020, porém para receber a dose da H1N1 são consideradas várias comorbidades que não estão relacionadas no caso da COVID-19. Vamos utilizar as doses que já recebemos e, se necessário, o Governo do Estado vai enviar complementação”, explicou a diretora.