UNIDADES DE SAÚDE DA FAMÍLIA VÃO ATENDER DEMANDA ESPONTÂNEA A PARTIR DE SEGUNDA-FEIRA

As 5 Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) que atendem Síndrome Gripal também vão atuar sem agendamento

A Secretaria Municipal de Saúde comunica que a partir da próxima segunda-feira (04/04), todas as 23 Unidades de Saúde da Família (USF’s) passam a atender a demanda espontânea, ou seja, sem agendamento prévio de consultas. Esse acolhimento será oferecido na atenção básica de segunda a sexta-feira, das 7h às 12h.

 

Já as 5 Unidades Básicas de Saúde (UBS’S do Maria Stella Fagá, do Santa Felícia, do Cidade Aracy, do Botafogo e do Azulvile) referenciadas para atender síndrome gripal após o fechamento de Centro de Triagem do Ginásio Milton Olaio Filho, também vão atender a demanda espontânea de baixa complexidade, das 7h30 às 16h.

 

De acordo com a chefe de gabinete e responsável pelo expediente da Secretaria Municipal de Saúde, Jôra Porfírio, essa decisão foi tomada em reunião realizada com os diretores da rede para tentar reduzir a demanda das UPA’s. “A demanda espontânea é aquela que se refere aos pacientes que procuram uma unidade de saúde de maneira inesperada. Esses pacientes procuram atendimento médico por diversos motivos, tais como alguma patologia ou alguma queixa a ser solucionada. Percebemos que esses usuários vão diretamente para as UPA’s, deixando de procurar a atenção básica, por isso estamos fazendo essa mudança no atendimento das USF’s e algumas UBS’S”, justifica a chefe de gabinete da Saúde.

 

Lindiamara Soares, diretora do Departamento de Gestão do Cuidado Hospitalar, confirma que 90% dos casos atendidos nas UPAS poderiam ter sido resolvidos nas unidades da atenção básica. “As UPAS trabalham com 3 médicos por plantão, porém em alguns dias da semana, principalmente as segundas e terças-feiras, atendemos 400 pacientes em cada unidade, a maioria casos de baixa complexidade. A utilização inapropriada da urgência como porta de entrada para o sistema de saúde sobrecarrega o serviço, causando superlotação e, consequentemente, impacta na qualidade dos da assistência prestada”, ressalta a diretora.

 

Os casos de urgência e emergência devem continuar sendo direcionados para as Unidades de Pronto Atendimento (UPAS) da Vila Prado, Santa Felícia e do Cidade Aracy. Essas são as únicas portas de entrada em São Carlos para os usuários SUS em casos de urgência. Nas UPAS os pacientes recebem o primeiro atendimento, são estabilizados e, se necessário atendimento em unidade hospitalar, são cadastrados na CROSS (Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde) para transferência.

 

Confira quais são as Unidades de Saúde da Família (USF’s) de São Carlos: USF Antenor Garcia- Equipe 1, Antenor Garcia – Equipe II, USF Presidente Collor, USF CDHU, USF Cidade Aracy – Equipe I, USF Cidade Aracy – Equipe II, USF Jardim Munique, USF Jardim São Carlos, USF Romeu Tortorelli, USF Água Vermelha, USF Santa Eudóxia, USF Jockey Club, USF Jardim Guanabara, Jardim Zavaglia, USF Santa Angelina, USF Cruzeiro do Sul – Equipe I, USF Cruzeiro do Sul – Equipe I, USF Itamaraty, USF São Carlos VIII, USF São Rafael, USF Astolpho Luís do Prado, USF José Fernando Petrilli e USF Arnon de Mello.