Força-tarefa intensifica ações de combate à Dengue no Jardim Cruzado

A Prefeitura de Ibaté, através das Secretarias Municipais de Saúde e de Serviços Públicos, intensificou as ações em combate à Dengue na cidade.

Visando majorar o combate contra a doença, na segunda-feira (18), foi iniciado o “fumacê” nos quintais das residências em toda região do Jardim Cruzado I e II, onde se concentram o maior número de casos registrados, atualmente.

 

Mutirões, visitas aos imóveis e distribuição de material informativo também estão entre as atividades que vem sendo realizadas pelas Secretarias Municipais para combater o Aedes Aegpyti e conscientizar a população. “O método do “fumacê” consiste na aplicação de uma solução de inseticida “Cielo” no interior dos quintais das residências para eliminar a proliferação das larvas dos mosquitos. Essa metodologia tem alta efetividade no bloqueio da transmissão das arboviroses, como dengue, zika e chikungunya, por meio do controle químico do Aedes Aegypti”, destaca Hewerton Henrique Costa Clement, supervisor de Controle de Vetores.

 

Para que as ações possam dar certo, o engajamento da população é fundamental no auxílio ao combate do mosquito. “Somente com a participação popular e ajuda de todos é que venceremos essa batalha”, afirma a secretária municipal da Saúde, Elaine Sartorelli Breanza.

 

Ela ressalta que a colaboração é importante, tanto para receber e auxiliar o trabalho dos servidores de Controle de Vetores, quanto nos cuidados para evitar a reprodução do mosquito dentro de casa. “É imprescindível que todo mundo vire um agente de saúde e observe o seu quintal”, acrescentou.

 

Durante a ação, as equipes recomendam manter portas e janelas abertas, não permanecer próximo ao profissional, retirar os animais de estimação, bem como, recipientes onde bebem água e se alimentam.

 

“É extremamente importante o envolvimento da sociedade no combate à doença. Pedimos a todos que reserve um tempo para os cuidados no domicílio”, destaca Elaine.

 

Para ajudar a combater a proliferação do mosquito Aedes aegypti é necessário manter bem tampados caixas, tonéis e barris de água; colocar o lixo em sacos plásticos e mantenha a lixeira sempre bem fechada; não jogar lixo em terrenos baldios; guardar garrafas de vidro ou plástico, mantenha sempre a boca para baixo; não deixar água da chuva acumular sobre a laje; encher os pratinhos ou vasos de planta com areia até a borda; guardar pneus velhos, retire toda a água e mantenha-os em locais cobertos, protegidos da chuva; limpar as calhas com frequência, evitando que galhos e folhas possam impedir a passagem da água; lavar com frequência, com água e sabão, os recipientes usados para guardar água, pelo menos uma vez por semana. “Além disso, pedimos que recebam sempre os agentes de combate a endemias em suas visitas domiciliares”, afirmou a secretária.

 

De acordo com dados da Vigilância Epidemiológica, desde o início desse ano, foram notificados 665 casos, sendo 282 positivos, 180 negativos e

203 aguardam resultados.

 

Os bairros que tiveram casos confirmados neste ano foram: Jardim Cruzado (170); Jardim América (22); Jardim Icaraí (18); Residencial José Giro (14); Antônio Moreira (9); São Benedito (8); Centro (6); Encanto do Planalto (6); Vila Bandeirantes (6); Jardim Mariana (5); Popular (5); Jardim das Palmeiras II (3); Popular (3); Santa Terezinha (2); Jardim Primavera (2); Residencial Jequitibá (1); outras cidades (4), totalizando os 282 casos positivos.

 

“Se cada morador cuidar para que não tenha criadouros do mosquito em sua casa e em seu quintal, a cidade toda estará protegida”, finaliza Hewerton.